Novidades

terça-feira, 20 de junho de 2017

30 Rock

Pois bem, pois bem! Eae, galera, beleza? Aqui quem fala é o PCB, e hoje falaremos sobre uma série de comédia que terminou em 2013, mas que só vi agora: 30 Rock. Vamos lá

Liz Lemon é a produtora do TGS, uma série de esquetes cômicas que passa na NBC. Porém, o que pareceria um trabalho glamoroso é, na verdade, repleto de situações estressantes que Liz precisa resolver a cada dia: atores megalomaníacos; roteiristas preguiçosos; ajudantes que querem aparecer na TV; etc.

Todavia, enquanto lida com seu emprego, Liz também precisa controlar problemas em sua vida pessoal, procurando sua "cara-metade" e questionando se chegou a hora de ter uma família. Para administrar tudo isso, Liz conta com a ajuda de seu chefe, Jack Donaghy, um empresário ricaço que se torna mentor de Liz.
Três pontos saltam aos olhos em 30 Rock: primeiramente, vale notar que cada episódio tem uma trama bem fechada, permitindo, por um lado, que o espectador possa assistir qualquer episódio separadamente, mas impedindo que a história dos personagens realmente avance. Assim, se você ver o primeiro episódio, você já conhece o perfil de cada personagem, estando praticamente livre pra ver qualquer outro episódio da série, em qualquer ordem. Neste quesito, acabei comparando muito esta série com Parks and Recreation, em que você acompanha um crescimento real nos personagens, se apaixonando por eles. (Parks and Rec 1 X 0 30 Rock).
Outro ponto interessante é o humor nonsense da série, daquele tipo em que você ri de situações totalmente sem sentido (estilo que a Tina Fey levou pra Unbreakable Kimmy Schmidt). Se você não faz questão de ver piadas lógicas, permitindo-se ir pra um lado mais bizarro, 30 Rock é uma boa pedida.

Por fim, 30 Rock brilha com as participações especiais. É muito divertido ver atores famosos por atuações dramáticas indo pra esse lado da comédia, só pela zueira. Essencial recordar, neste ponto, de dois episódios da série que foram gravados ao vivo, com direito à plateia e aparição de grandes celebridades.

30 Rock não entra na minha lista de melhores séries de comédia, pois não buscou firmar uma relação emocional com os personagens, preferindo focar em tramas autônomas a cada episódio. Porém, as piadas bizarras, participações especiais e tiradas com seriados de TV (afinal, é uma série mostrando os bastidores uma série) tornam 30 Rock uma opção interessante pra quem busca uma série com episódios curtos, pra ir vendo aos poucos.

Atos Finais