Novidades

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

É bão mermo? - Batman - The Telltale Series

Análise de joguinho velho? Sim! Isso é minha cara... de pobre!

Eu só tive tempo de jogar isso agora, e valeu a pena pois paguei só 20 contos de réis.

Batman - The Telltale Series me chamou bastante atenção, primeiramente porque gosto do estilo de jogos da Telltale e segundo porque era a oportunidade de ser Batman Bruce Wayne. Sim! Tomar decisões políticas, alinhar relacionamentos com a função de vigilante noturno e ser um bilionário porra louca - afinal, é um jogo onde eu posso tomar as decisões, não? Mais ou menos...

Bem, o game é bacana, os gráficos estão melhores que as antigas séries da Telltale e a maior parte da ação está bem coreografada e a dublagem é bem maneira. Agora, ainda há muitos bugs - lembrando que eu joguei a versão para PC -, nenhum que impeça de terminar o jogo, algumas travadinhas que às vezes tiram a paciência e erros ou falta de tradução em alguns pontos.

A história rola com você já trampando de Morcego há pouco tempo, até por isso ainda está tentando obter a confiança da DPGC, e apoiando a candidatura de Harvey Dent para prefeito de Gotham.


Senti falta de duas coisas:

1 - Um ambiente mais sombrio enquanto estamos atuando como Batman - em poucos momentos sentimos alguma tensão;
2 - A pr**a das decisões terem real importância - isso é problema recorrente nos jogos da Telltale.

Por outro lado é interessante ver como eles criaram um universo alternativo para que não perdêssemos interesse na trama nem ficássemos com a sensação de mais do mesmo. Vários personagens são diferentes de suas versões já vistas em outras mídias, alguns mais outros menos, mas no geral isso enriquece bastante a experiência, principalmente no que tange a família Wayne.

Tomar decisões como Bruce Wayne é uma das partes mais interessantes, fazendo com que nos questionemos de quão longe devemos ir para manter as aparências ou jogos políticos. Embora isso só role com determinada frequência nos primeiros episódios, em alguns momentos podemos escolher se queremos resolver uma situação como Batman ou Bruce, o que ajudaria no fator replay, se não fossem tão poucas vezes.

Durante todo o jogo rolou aquele sentimento de que eles não quiseram aproveitar o máximo do que dava pra fazer ali - acredito que seja porque vai rolar um season tow aí. E isso decepciona um pouco, mas evita o efeito que aconteceu com Walking Dead, onde a primeira temporada era bem mais bacana que a segunda.

Por fim, se você quer uma experiência diferente da oferecida pela série Arkham isso é o melhor que você vai encontrar. Aconselho a compra em alguma promoção, não que o jogo não valha os R$ 45,99, mas se você pode esperar uma promocha vai com fé que o sentimento de compensação será muito maior e o seu ou da sua mãe suado dinheirinho agradece.



Atos Finais