Novidades

26 de agosto de 2016

TOP 9,5 MELHORES PROTAGONISTAS FEMININAS

POIS BEEEM, POIS BEM! Eae, chuchus, beleza? Aqui quem fala é o PCB, e hoje trazemos mais uma listinha especial pra vocês, desta vez em homenagem ao Dia Internacional da Igualdade Feminina. Então, confiram aí que mulheres carregam seus filmes/ séries/ HQs nas costas, não dando espaço pra qualquer marmanjo secundário sem graça:


AGUAMAN - Veronica Mars (Veronica Mars)

ASZARAEL - Xena: Xena é uma guerreira que busca redenção devido ao seu passado violento, quando era ladra, assassina e guerreira de Hades. Porém, ao cruzar com Hércules, que mostra a ela que o caminho que seguia era errado, Xena começa a usar os seus dons para ajudar as pessoas e aliviar sua culpa.

CAPITÃO - Furiosa (Mad Max: Estrada da Fúria): talvez a personagem que mais representa o girl power nos últimos anos, a Imperatriz Furiosa rouba a cena em Max: Fury Road. Como fã da franquia, eu fiquei receoso quando ela começou a tomar o filme, principalmente por que fui seco na curiosidade de saber se a nova versão do Max conseguiria se igualar ao interpretado por Mel Gibson.


Mas logo o filme - e a furiosa - me prenderam e me fizeram cagar pro Max. Vai parecer papo de feminista, mas a personagem consegue te conquistar sem a necessidade de nenhuma exposição do corpo ou os clichês que já estamos acostumados, e isso é um mérito do caralho. Enfim, foi uma surpresa muito agradável, e a Furiosa com certeza já entrou pra história da cultura pop e duvido que ela seja esquecida.

DANIEL CÚRIO - Ripley (Alien)

MAMILOS - Beatrix Kiddo (Kill Bill): Quentin Tarantino tem um histórico muito bom de trabalhar com seus personagens femininos, principalmente em seus dois filmes mais conhecidos pelo público: Kill Bill vol. 1 e 2. A Noiva, como é chamada a personagem de Uma Thurman, é uma especialista em armas de corte que trabalha para o supracitado Bill. Ao desertar do grupo, grávida, ele decide acabar com a vida de Beatrix, mas falhando miseravelmente. Durante os dois filmes, que foram projetados como um só, o tema vingança é explícito, e transforma a personagem de Beatrix em uma mulher forte fisicamente e mentalmente.


Bônus: através da personagem Elle Driver, Tarantino também é responsável por ressuscitar a atriz Daryl Hannah, estrela de diversos filmes de "sessão da tarde". A personagem encarnada pela atriz é um contraponto sádico de Beatrix, o que garante uma das melhores cenas de luta da história.


PAPACO - Rey Skywalker (Star Wars)

PCB - Leslie Knope (Parks and Recreation): como navego bastante no mundo dos seriados, resolvi escolher uma protagonista de série. Em meio a incríveis advogadas, vice-presidentes e agentes do CIA que lutam contra o terrorismo, resolvi escolher uma servidora pública de pequeno escalão, que trabalha num departamento muito pequeno de uma cidade extremamente pequena.

Esta mulher é Leslie Knope. O que mais encanta em Leslie é que ela trabalha em um lugar ridículo, com o qual NINGUÉM dá a mínima. Mas mesmo não precisando, Leslie dá seu máximo, não visando à promoção pessoal, mas buscando tornar sua cidade um lugar melhor, sendo que sua dedicação é tamanha que acaba motivando todos à sua volta.

POLVO ARANHA - Mulher-Hulk: não há como negar, o meio dos quadrinhos sempre foi bem machista, e muitas personagens femininas foram prejudicadas por isso... porém, no final dos anos 80, uma personagem assumiu essa indecência da forma mais escrachada possível, se tornando aquela que seria a precursora do Deadpool, Arlequina e vários outros personagens que falam diretamente com o leitor. 

Nas mãos do John Bryne, a prima do Hulk ganhou uma série cheia de vilões buchas, sexualização exagerada, tramas malucas e arte um tanto preguiçosa... mas nada que o carisma da personagem não salvasse. A protagonista de uma série que tinha tudo pra dar errado, e que não poderia ter dado mais certo.
PRISCILA – Eleven & Joyce Byers (Stranger Things): pra falar de uma das personagens mais comentadas do ano, a gente tem que falar sobre o quanto ela é poderosa. Não só pelos seus poderes, mas por ser uma personagem que mesmo monossilábica nas cenas, mostrou toda sua força, independente de toda fragilidade da personagem. Uma garotinha de cabeça raspada, corajosa, fiel aos amigos e que encara seus vilões de frente. Eleven/Onze veio pra ficar, e esse é só o começo...

...destaque também para Joyce Byers, que era chamada de maluca constantemente por acreditar que Will (seu filho) estava vivo. Mesmo antes de qualquer validação dos fatos, ela se manteve corajosa, e enfrentou policiais, seu chefe e Jonathan na busca pela verdade. Força e coragem não faltam nas mulheres de Hawkins.

MENÇÃO HONROSA/RESPEITOSA/GLORIOSA: PALMIRINHA!!!
Valeu, internet...

Então é isso aí, galera. A pergunta principal que resta é: quantas outras protagonistas mulheres fenomenais faltaram nessa lista? prometemos fazer um cast sobre o tema, mas enquanto isso, deixem suas recomendações logo abaixo o/


Atos Finais