Novidades

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Carta de desabafo sobre a Warner/DC

Pois bem, pois bem! Eae, galera, beleza? Aqui quem fala é o PCB, e hoje vamos falar sobre a carta de desabafo de uma ex-funcionária da Warner/DC. Let’s bora:



Comecemos do início: Gracie Law era uma funcionária da Warner Bros Pictures/DC, que acompanhou de perto a produção de filmes como Man of Steel; Suicide Squad e o vindouro Wonder-Woman. E segundo a menina, desde o início de cada um dos filmes citados estava claro que ia dar problema...

Aí a mina saiu do seu trabalho, e resolveu pôr a boca no trombone, em uma extensa carta de desabafo que saiu no dia 11 de agosto de 2016. Vamos dar uma olhada em alguns pontos dessa cartinha:

Opa, carta errada. Agora sim:

  • ·         Ela tá brava e frustrada com os resultados dos filmes da DC; mais recente com Esquadrão Suicida. E segundo ela, o grande culpado de tudo é Kevin Tsujihara, atual CEO da Warner
  • ·         Em 2014 rolou um período tenso de demissões na Warner, e de crise criativa (aquela treta de roteiro bom X bilheteria). Assim, uma galera foi demitida por causa da escolha de filmes feita pelo pessoal do alta escalão da empresa
  • ·         Gracie disse que está escrevendo esta carta desde o lançamento de Man of Steel, e que desde o fracasso desse filme a Warner já poderia ter mudado se quisesse. Batman V Superman possivelmente não seria o marco dessa mudança, pois o Snyder é um coco, mas poderiam ter mudado com Esquadrão Suicida (óbvio que mudaram nada)
  • ·         Enquanto gente como o Snyder continua recebendo segundas/terceiras/quartas chances, tem gente de nível inferior sendo demitida como se fossem os responsáveis


Depois de todos os comentários sobre filmes que já foram lançados, Gracie resolveu falar do vindouro filme da Mulher-Maravilha, e disse o que muito já temem: a produção de Mulher-Maravilha tá uma bagunça. O motivo é óbvio: “continuam dando chance/premiando os mesmos produtores e executivos por continuarem fazendo os mesmos erros”.

No fim, Gracie ressalta que, na vida real, quando você comete muitos erros em seu trabalho você é demitido. Mas em vez disso, a Warner continua dando chance pra quem não merece e continua usando desculpas esfarrapadas (“ain, os fãs gostaram”), enquanto pessoas humildes que não tem culpa nenhuma pagam o pato.

A diretora de Mulher-Maravilha, Patty Jenkis, até tentou rebater os rumores  em seu Twitter ("Woah, just saw this press about WW having problems. Are they serious? This is some made up bs right here. Made up! Produce a source, anyone."), mas aí a treta já estava plantada.

Pois é, galera. Pra quem ainda tinha um pouco de esperança em Mulher-Maravilha ou Liga da Justiça, essa carta é um balde água fria, pois como Gracie bem apontou, a galera responsável por estes filmes é a mesma que vem errando há quase 4 anos. A solução é óbvia, apesar de improvável: demite o Snyder e mais uma meia dúzia. Mas não acho que veremos isso tão cedo...

Atos Finais