Novidades

21 de julho de 2016

Bates Motel - 4ª temporada

Pois bem, pois bem! Eae, galera, beleza? Aqui quem fala é o PCB, e hoje vamos falar sobre a quarta temporada da série baseada no filme Psicose: Bates Motel. Vamos lá:


ENREDO: como vimos na temporada passada, Norman Bates está cada vez mais perdendo sua sanidade, apresentando lapsos de memória e transtornos de personalidade. Estes distúrbios vão se tornando tão frequentes que sua mãe, Norma Bates, precisa parar de fingir que está tudo bem, a contragosto.
Assim, Norma decide colocar o rapaz em uma instituição de tratamento psicológico, chamada Pineview, contando com a ajuda do xerife Alex Romero. Apesar de Norman não concordar com esta decisão inicialmente, aos poucos ele vai encontrando benefícios neste tratamento.

Enquanto tudo isto ocorre, vamos vendo o desenvolvimento do relacionamento de Dylan e Emma, o irmão e melhor amiga de Norman. Os dois planejam uma vida distante dos dramas da cidade de White Pine Bay...

...E como estes dramas e problemas não terminam, tudo muda quando Norman descobre que sua mãe e Alex estão ficando cada vez mais íntimos, o que leva o perturbado garoto a tomar atitudes drásticas que poderão afetar todos a sua volta, incluindo ele mesmo.



PONTOS POSITIVOS: quando vi que a série irá até a sexta temporada eu pensei que esta temporada seria pura enrolação. Porém, provavelmente foi a melhor temporada da série, avançando a história de maneira significativa.

Como sempre, a relação entre Norman e Norma foi muito bem trabalhada, mas desta vez explicando os personagens mais claramente do que nunca, mostrando que, enquanto Norma é “apenas” uma pessoa abalada por sua vida trágica, Norman realmente possui problemas neurais ou psicológicos incontroláveis. Tratando ainda da relação entre os dois, esta temporada mostrou uma excelente tentativa de separação entre estes personagens, mas que no final sempre é frustrada pela doentia dependência que um possui pelo outro.
Já que esta temporada focou mais na personalidade dos protagonistas e na relação entre eles, diminuiu-se o tempo de tela para tramas inúteis, o que era um mal constante de Bates Motel. Nesta temporada houve bem menos plots desinteressantes envolvendo os cidadãos de White Pine Bay, o que foi excelente.

Resta voltar ao avanço na temporada que esta temporada trouxe. Parecia que já estava suficiente mostrar a perda de sanidade de Norman, cada vez mais descontrolado e desequilibrado (atuações, como sempre, mandando bem). Porém, como se não bastasse, ainda vimos nos episódios finais cenas que só imaginávamos para a reta final do seriado. Basta dizer que Bates Motel desviou daquele mal de Smallville de só mostrar o Superman no último episódio, sendo que teremos mais algumas temporadas pra ver um Norman Bates em uma fase totalmente nova e temível.


PONTOS NEGATIVOS: como já dito, nesta temporada Bates Motel diminuiu consideravelmente sua cota de plots inúteis e inusitados, mas estes não foram totalmente excluídos. Ainda tivemos aquele gostinho amargo de chegar um visitante sombrio no Motel da família Bates, ou de citarem o esquema de drogas na cidade de White Pine Bay. Porém, vale reforçar que estes momentos foram raros, e no geral serviram para desenvolver a trama de alguma principal maneira.




EAE, VALE? em sua 4ª temporada, Bates Motel aprendeu que o brilho da série não está em tramas desinteressantes envolvendo os moradores de White Pine Bay, mas na relação entre os dois conturbados protagonistas, Norman e Norma. Esta temporada não só desenvolveu estes personagens maravilhosamente bem, mas também trouxe um avanço na história totalmente inesperado, que com certeza trará grandes mudanças.


Atos Finais