Novidades

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Os Super-Jornalistas



Muitos anos atrás, houve um ambiente que me inspirou a escolher minha profissão. Era um ambiente de grandes aprendizados, mas isso não vem ao caso. O que interessa era que havia um cartaz em uma das paredes que dizia o seguinte:

Se jornalismo fosse fácil, o Superman escolheria outra profissão.


Essa frase é bem bacana, carregada de significados e simbolismos, principalmente para um jovem adolescente que decidiu devotar a sua vida a correr atrás de notícias. Como podem ver, me marcou bastante. Dito isto, fica fácil imaginar que o Superman não seria o único herói a dividir seu tempo entre salvar vidas e preparar manchetes.

Que tal vermos um pouco mais destes super-jornalistas? Lembrando que a ideia não é abordar os jornalistas da ficção, mas aqueles que assumem outra identidade para trocar sopapos com criminosos. Então me desculpem Lois Lane, Tintim e J. Jonah Jameson, mas vocês ficarão de fora. Ah, também não vou discutir questões éticas, especialmente no caso do Superman e do Homem-Aranha. Isso fica, quem sabe?, para outro artigo.

Clark Kent


Mais rápido que um deadline, mais forte que a pressão do editor para terminar uma apuração. Só mesmo sendo um kriptoniado para em poucos dias de trabalho se equiparar à vencedora do Pulitzer, Lois Lane. Sua atuação como herói sempre andoa ao lado de suas investigações. Não á toa, é o jornalista mais famoso do planeta.

Peter Parker


O jovem franzino também conhecido como Homem-Aranha sempre teve como um de seus principais inimigos as contas a pagar. Por isso mesmo, ainda na época do colégio, ele passou a trabalhar como fotógrafo para o Clarim Diário. Está certo que ele não tinha muito esforço nisso, pois sempre sabia onde o sujeito a ser fotografado estaria, mas... conheci profissionais menos empenhados que ele nas redações.

Billy Batson


O garoto órfão de Fawcett City ganhava a vida como locutor de rádio. Se você pensar bem (ou nem tão bem assim), não faz muito sentido que um guri que praticamente mora nas ruas não só faria um bico em uma estação como seria a estrela de seu próprio programa. Quando não estava atrás dos microfones, ele poderia ser visto nos céus da cidade como Capitão Marvel, o mortal mais poderoso da Terra.

Jack Ryder


Ryder era um apresentador de programa de entrevistas de Gotham que acabou na rua por falar mais do que devia. Em seus tempos áureos, chegou a ter um trelelê com Vick Vale, mais conhecida por ser a namorada do Batman interpretada por Kim Basinger nas telonas. Na rua da amargura, se viu obrigado a trabalhar como segurança e precisa improvisar uma fantasia para salvar um cliente. Assim, ele se transforma no Rastejante.


Vic Sage


Um jornalista investigativo falastrão e agressivo de Hub City, Vic Sage descobre por meio de sua apuração sobre a pseudo-derme que ele usaria para se tornar o vigilante mascarado (?) Questão.

E aí? Esqueci alguém? Me avisa nos comentários que eu faço uma segunda parte.

Atos Finais