Novidades

3 de maio de 2016

Lendas do Homem de Aço: José Luis García-Lopez vol. 2


Depois de trazer 4 coleções de Lendas do Cavaleiro das Trevas, a Panini finalmente ampliou essa linha editorial com Superman: Lendas do Homem de Aço. E pra começar com o pé direito, temos o que para mim é o artista definitivo do personagem: o grandioso espanhol José Luis García-Lopez.


Eu e o Doncas Murro fizemos uma recomendação DUPLA do volume 1 no OQTP #21, então se ainda não ouviu, corre lá que o podcast tá muito bom!
 
Enquanto o primeiro encadernado focou na fase do artista na revista mensal do Superman, este segundo volume apresenta vários de meus amados team-ups envolvendo o herói. Estão compilados, em 180 páginas, as histórias de  DC Comics Presents 1-4, 17, 20, 24 e 31, publicadas originalmente entre 1978 e 1981.

  

Os roteiristas variam bastante, mas todas as edições mantém a inocência dos gibis da época. Temos planetas trocando de lugar, controle mental através do congelamento do cérebro,circos hipnóticos e até mesmo uma corrida ao fim dos tempos (para dar a volta(!?!?!?!) e chegar à aurora do universo); leitores desacostumados a esse material clássico podem não curtir.

Apesar disso, dentro de seu contexto as histórias são divertidíssimas, encontros entre heróis sempre me agradaram, e aqui temos o Homem de Aço se aventurando junto a Flash (em duas partes), Nuclear, Arqueiro Verde e até mesmo com o Robin. É interessante a interação entre os personagens e como todos, de uma forma ou outra tem um grande respeito pelo Superman.


Sempre expressiva e dinâmica, a arte de García-Lopez mais uma vez dá um show. Suas cenas de ação são espetaculares, é impressionante como o impacto e supervelocidade parecem fluir naturalmente das páginas. É impossível reclamar desse gênio.

Gostei da inserção de um texto por Leonardo Camargo falando sobre a importância do artista para a identidade da DC Comics. A coleção do Batman de Marshall Rogers também possuí um em seu último volume e que acrescenta bastante à apreciação do leitor.

Mantendo o nível do primeiro encadernado, Lendas do Homem de Aço: vol.2 é uma agradável leitura nostálgica, mas possui roteiros datados e bobos, que podem não agradar um leitor desavisado. No entanto, ainda é imperdível para quem tem interesse na historiografia do personagem.

Atos Finais