Novidades

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Guerra Civil, o BvS bem feito

Bem vindos a mais uma resenha marvete de Guerra Civil, aquele filme que está levando nerds à loucura e os DCnecos a depressão, e talvez nem precisa-se de resenha, afinal o filme pode ser definido em duas palavras (CHUUUPAAAA DC!!!! FODA DEMAIS!!!!), mas mesmo assim, vamos lá...



Antes de começar já vou avisando: vou comparar Guerra Civil a BvS sim! São dois filmes do mesmo gênero, lançados na mesma época, e com a mesma temática (heróis se matando). Eles foram feitos pra serem comparados um ao outro, quem discorda não quer admitir que Guerra Civil é melhor.


O resumo da trama, todo mundo já sabe: assim como nas HQs, uns heróis fazem algo errado, gente inocente morre, o governo fica puto e quer dar início a um ato de registro pra controlar esses heróis, o Capitas discorda, o Homem de Ferro não (ELE ERRAAAAAAA!!!!), os heróis se dividem em 2 grupos e caem na porrada. As semelhanças com a HQ acabam aqui, já que de resto, o filme nos apresenta uma história totalmente original.


Falar dos pontos positivos faria essa resenha muito comprida, então vou só começar com os poucos pontos negativos: vilão fraco (mas com potencial) com um plano estranho, mas que devido à relação do plot dele com o Pantera Negra (logo falo dele), e especialmente devido à cena dos dois, dá pra se perdoar (fora que ao contrário do Luthor de BvS, ele tem uma ótima motivação pra fazer o que faz). Além disso, o Visão e a Feiticeira (talvez devido ao puta poder de ambos) somem no meio da luta do aeroporto. Bem, é só, são esses os pontos negativos, acabaram mesmo.

Devem ter ido fazer filhos imaginários enquanto o pessoal se matava...

Temos aqui uma direção muito competente (ao contrário de BvS), que consegue equilibrar perfeitamente o drama, a comédia e as cenas tensas dos vários plots paralelos do filme. Os personagens estão todos muito legais, desde antigos consagrados (Capitas e Tony), antigos anteriormente mal aproveitados (Feiticeira e Visão) e principalmente os novos (Pantera e Homem-Aranha, que ganharam um parágrafo a parte), todos com atuações que não comprometem em nada (nem mesmo o Chris Evans).

Lek Snyder vendo que o publico gosta mais de Guerra civil que do filme dele

Falando em novos personagens, temos dois novos personagens estreando no Universo Cinematográfico Marvel, o Aranha e o Pantera. Temos enfim o Homem-Aranha de várzea no cinema, todo nerdão e tagarela (a cena dele citando Star Wars enquanto enfrenta o Homem-Formiga Gigante é muito boa). O Pantera também não fica atrás, pois temos alguém que realmente impõe respeito como um rei guerreiro deve ter, fora o plot dele buscando vingança pela morte do pai nesse filme ser digna de um filme solo nota 10,0.


A trama, que difere bastante das HQs, sabe explorar bem as motivações dos personagens (em especial às do Capitas e do Tony Stark), dando razões mais que o suficientes pros dois quererem se matar no fim do filme. Se as razões envolvendo posicionamento político, legais (o Capitas vira um fugitivo internacional) e emocionais (o triângulo bromantico do Capitas, Stark e Bucky, onde o Capitas dá preferência ao último, pra raiva do 2º), o final do filme ainda apresenta uma cena semelhante ao do Martha de BvS, só que ao contrário, onde meter a mãe morta na história não faz eles ficarem amiguinhos, muito pelo contrário, deixa o Homem de Ferro sangue nos olhos.

"Martha..."

Por fim, Guerra Civil é o que BvS seria se tivesse uma boa direção, personagens bem adaptados das HQs, um roteiro bem escrito, participação maior de vários outros heróis e fosse realmente "sombrio e pé no chão", enfim...


Minha nota seria 9.8, mas já que não dá que não dá pra dar essa nota, vou aproximar. Tá aí.


E caso eu tenha esquecido, CHUUUUPAAA DCneco!!!!

Atos Finais