Novidades

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Thor: O Deus do Trovão


VINDE LEITORES!


Mais uma resenha bacanuda de quadrinhos aqui no PdI!

Altamente recomendado pela minha pessoa, Thor: O Deus do Trovão de Jason Aaron e Esad Ribic foi uma surpresa pra mim. Em meados de 2014 eu havia perambulado pelas internetes e vi algumas artes fodásticas do croata Esad Ribic e fui atrás do trabalho do cara.

Vai tomar no cu, na moral.
Foi quando percebi que essas artes eram de uma inocente saga chamada O Deus do Trovão.
"Que nome mais genérico", pensei. Mas eu estava enganado... Vi alguns reviews sobre a hq e as notas estavam lá em cima!!! Então fiquei bem ansioso para ler o que aquela dupla preparou para o Filho de Odin.

Nessa hq, Jason Aaron foca em três realidades diferentes:

O Passado: Um jovem Thor é surpreendido por um ser que é mais forte que ele. Naquela época, ele era extremamente mesquinho e egoísta; e ainda não portava o Mjounir. Com seu machado Jorbjorn, ele caça o monstro que desafiou o filho do trovão e acaba se ferrando.


O Presente: O Thor atual encontra diversos deuses mortos em vários mundos diferentes e se pergunta se um inimigo que ele julgou estar morto voltou para assombrá-lo mais uma vez. Caçando os servos de Gorr, o Carniceiro dos Deuses, Thor acaba caindo em uma trama temporal elaborada pelo próprio Carniceiro. Com o intuito de assassinar todos os deuses do universo, Gorr lança Thor milhares de anos no futuro encontrando uma versão mais velha do Deus do Trovão.


O Futuro: Um Velho Thor, Rei de Asgard e Último dos Aesires vive isolado em seu castelo. Depois da invasão de Gorr aos 9 reinos, Thor se vê em um cerco formado pelos servos negros do Carniceiro dos Deuses.


Os três Thor se juntam contra o Carniceiro que, além de assassinar todos os deuses, escraviza aqueles que ele acha fracos demais para valer uma luta. Com os escravos, ele planeja a construção de uma Bomba Divina, que irá dizimar toda a população de deuses do universo.


Com essa premissa Jason Aaron desenvolve um universo em torno de Thor que estava fazendo falta há muito tempo desde "Renascer dos Deuses".

É excelente ver Thor pisando em terras familiares.

Jason Aaron ainda está no comando da Nova Thor em All New, All Different Marvel (publicando recentemente aqui) e Esad Ribic fez a saga principal das novas Guerras Secretas (que sairá em meados de julho em terras tupiniquins).


Nota: Essa saga saiu tanto na falecida mensal "Homem de Ferro e Thor" quanto divida em dois encadernados (recomendados).

Nota 2: THOR MASSAVÉIO PORTANDO DOIS MJOUNIR E A LÂMINA NEGRA DE GORR 



Atos Finais