Novidades

13 de janeiro de 2016

Fargo - 2ª temporada

Pois bem, pois bem! Eae, chuchus, beleza? Hoje vamos falar sobre a segunda temporada de uma série/minissérie simplesmente excelente: Fargo. Vamos lá:




ENREDO: Nessa temporada conhecemos Peggy e Ed Blumquist, um simples casal de uma cidade de Minnesota que acidentalmente matam Rye Gerhardt, jovem que pouco antes de ser morto tinha causado uma pequena chacina em uma lanchonete da cidade, levando os honestos policiais Lou Solverson e o xerife Hank Larsson a investigarem o caso.


Acontece que Rye, o jovem assassinado, fazia parte da família Gerhardt, uma importante família mafiosa da cidade de Fargo. O patriarca desta família está falecendo, gerando uma disputa pela liderança dos negócios da família que envolve Floyd Gerhardt, a matriarca da família; Dodd Gerhardt, primogênito dos Gerhardt; e Joe Bulo e Mike Milligan, representantes de outro grupo criminoso.


Assim, todas essas pessoas acima estão atrás de Rye Gerhardt, seja para culpá-lo por um crime ou para usá-lo numa guerra entre criminosos, o que acaba levando todos ao casal Peggy e Ed Blumquist, que saem de sua vida comum para se envolverem em grandes problemas...


EAE, VALE? a trama segue o mesmo esquema do filme que deu origem à série e da primeira temporada: pessoas comuns se envolvem em um assassinato inusitado, o que leva policiais honrados – e criminosos interessados – a investigarem tal crime, e também move tais pessoas comuns a revelarem o pior de si.


Felizmente, essa simples premissa foi usada novamente com maestria, nos entregando uma grande história com roteiro incrível, que aos poucos vai se estendendo sem nunca perder o foco; personagens muito bons e icônicos; excelentes atuações; direção impecável; e momentos inusitados e divertidos (muitos dessas cenas no melhor estilo anos 60/70, com diálogos sobre a Guerra do Vietnam e teorias sobre ALIENS...).

O único deslize desta temporada fica pra algumas coincidências forçadas, como quando um personagem está tentando falar com uma das famílias criminosas, e aí encontra informações relevantes sobre uma delas no jornal que estava justo sobre o balcão da cabine telefônica... mas nada que tire o brilho da série.



No fim, Fargo consegue surpreendentemente entregar uma segunda temporada que, como a primeira, praticamente beira a perfeição, sendo uma série muito divertida, com roteiro impecável e personagens cativantes.

NOTA: 9,7/10

Atos Finais