Novidades

8 de dezembro de 2015

Misfits - 1ª temporada

Pois bem, pois bem! Eae galere, beleza? Aqui quem fala é o PCB, e hoje vamos falar da primeira temporada de uma série britânica muito da hora: Misfits. Vamos lá:




ENREDO: cinco jovens londrinos estão cumprindo pena de trabalho voluntário: Nathan, um rapaz bem-humorado que não tem barreiras morais em falar o que quiser; Kelly, uma garota do subúrbio de bom coração, mas que não tem problema em brigar quando precisa; Simon, um nerd introspectivo; Curtis, um jovem que se arrepende de ter jogado fora sua chance de ser um grande atleta; e Alisha, a menina linda meio devassa da turma.

Os cinco aparentemente tinham nada em comum, devendo apenas cumprir o tal serviço comunitário juntos, mas são unidos quando ocorre uma estranha tempestade que dá poderes ao quinteto; e também a outras pessoas, conforme vão descobrindo aos poucos.



Assim, vamos vendo como esses cinco jovens vão ficando mais próximos, conforme descobrem mais sobre seus poderes e arranjam muitas confusões por causa dos mesmos, e por causa de outras pessoas que também receberam habilidades supernaturais.



PONTOS POSITIVOS: vale começar falando que a série é muito divertida. O grupo de protagonistas é muito bacana, e como eles descobrindo seus poderes e encontrando com outras pessoas que também têm poderes é muito legal, levando-os a passar por situações extremamente malucas (tipo pegar uma velha que tem poder de rejuvenescer).

Além disso, é bacana como a série não tem a pretensão de transformar a série em algo de super-heróis, sendo que os protagonistas, mesmo com poderes, continuam sendo cinco jovens normais (bem, relativamente). Contudo, é claro que os poderes adquiridos pelos protagonistas também geram momentos muito interessantes (o que você faria se ganhasse o poder de fazer qualquer pessoa ficar excitada por você ao tocar nela?).



EAE, VALE? Misfits é uma série muito divertida, com um grupo de protagonistas que, apesar dos poderes e de todas confusões que eles trazem, só querem curtir a vida e se divertir.



Nota: 9/10

Atos Finais