Novidades

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Você deveria fazer um Nuzlocke Challenge


Gostei desses títulos de post mandando vocês fazerem algo. Talvez seja uma coluna semanal, sei lá. Não prometo mais nada depois do fim precoce de Além do Cartucho.

De qualquer forma, estou aqui hoje para falar do Nuzlocke Challenge, ou o Desafio Nuzlocke. Para fazê-lo, você precisa de:

a) Uma forma de jogar qualquer Pokémon.
b) Só isso.

 Ain, Pokémon, diz o cara do fundo. Essa merda é de criança. Muito fácil, muito simplório. Sim, você pode estar certo. E foi o que um certo jogador pensou. Para tornar o jogo mais desafiador, ele decidiu colocar uma série de regras próprias:


Jogando Pokémon Ruby, ele decidiu colocar as regras que seriam a base do Desafio Nuzlocke:

  1. Soltar um Pokémon caso ele desmaie. Ou seja, se ele for derrotado em batalha, trate como se tivesse morrido. Sem revives, sem Centros Pokémon, sem nada.
  2. Capture apenas o primeiro Pokémon de cada área. Ou seja, nada de escolher times. O destino escolherá por você.
E assim começou um dos modos alternativos de jogos mais populares de todos. O nome veio de uma webcomic que o criador desenhou para divulgar esse modo, e um dos Pokémon, um Nuzleaf, tinha a cara do Locke de Lost. Logo...


 E com esse quadrinho, começou uma onda de Desafios Nuzlocke dramatizados na internet, com dezenas de webcomics variando de humor até drama total. Uma das regras alternativas mais populares, nomear todo Pokémon para criar um sentimento de identificação, nasceu daí. Inclusive, caso você não fique interessado em jogar, dê uma chance aos quadrinhos aqui. Muitos são de qualidade melhor do que você por aí na DC ou na Marvel (#rratinho).

 Agora, por qual motivo eu deveria jogar esse modo? Bem, vou deixar o próprio criador falar com você.


(É como eu tinha falado no post de Bloodborne. Às vezes a emoção do desafio é a melhor coisa a se tirar de um jogo).

Sim, você vai acabar se afeiçoando àqueles Pokémon inúteis, e ficar na merda quando eles morrerem. Eu mesmo jogo o Nuzlocke para treinar desenvolvimento de personagens, pois os novos jogos oferecerem personalidades definidas aos Pokémon, o que facilita as coisas (inclusive, momento do jabá, eu fiz uma run de Pokémon Leaf Green anos atrás que começa aqui).

 Então, aqui vai minha recomendação. Joguem e depois venham me agradecer. Beijos.


Atos Finais