Novidades

21 de julho de 2015

Homem-Formiga - Por Papaco.

SAIU O FILME DO HOMEM-ANTA!
AÊÊÊÊêêêêêêêêêÊÊEÊÊÊÊ!!! Então pessoal, Para a alegria geral da nação (Marveca), saiu o filme do Homem Formiga. Como eu o assisti este pedaço de semi-deliciosidade no último domingo, não poderia deixar de trazer minha humilde opinião para vocês, desta vez em forma de resenha crítica (Ou quase crônica). Gostaria de avisar aos SENHORES FODÕES que eu Sou hétero não sou marvete, e leio pouquíssimo de Homem-Formiga. Logo: vou cagar muita regra, e se falar merda, por favor me corrijam nos comentários. Eu Bloquearei babacamente agradecerei imensamente. mas isso não é um post só com introdução, Então vamos lá!

Se vai ter spoilers?  Mais ou menos, nada que estrague teu filme ou que uma criança de 5 anos não pudesse prever.

Sinopse extremamente genérica: Armado com a incrível habilidade de se diminuir em escala, mas aumentar sua força, o vigarista Scott Lang (Paul Rudd) deve aceitar seu herói interior e ajudar seu mentor, Dr. Hank Pym (Michael Douglas), a proteger o segredo por trás do seu espetacular traje de Homem-Formiga de uma nova geração de crescentes ameaças. Contra vários obstáculos, Pym e Lang devem planejar e executar um golpe que salvará o mundo.

Pois bem, a primeira coisa que gostaria de destacar no meio disso tudo é a expectativa. Assim como em Guardiões da galáxia, (Talvez não tanto quanto) vamos aos cinemas sem saber muito o que esperar, e mais uma vez a dona Marvel surpreende a todos. O Filme 
se-auto-se-inicia-se-a-si-mesmo com uma cena que traz um clima diferente de qualquer filme Marveco antes visto, já mostrando que seria único. Observamos crescer e se enraizar na tela do cinema aquele clássico clima de filmes de ação/Espionagem dignos de 007 ou mesmo missão impossível (Que todos já estão cansados de ver. CHEGA DE TOM CRUISE!),e ele se mantém do início ao fim. Foi aí que o filme me prendeu, cumprindo seu papel de segurar os espectadores em seus primeiros minutos. Nesta mesma cena, assim como em várias outras de ação em toda a película, temos um verdadeiro show de CGI Ao vermos o Hank Pym (Michael Douglas) jovem, deixando o filme visualmente muito agradável

A roteirização da obra faz com que ela seja muito dinâmica. O filme passa inteiro na sua frente sem ter nenhum momento que faça pensar: "O filme tá chato bagarai, será que devo ir pra casa e soltar aquela criança chinesa do meu porão?".  MUITO PELO CONTRÁRIO! Você se sente preso à história a todo o tempo, mas este mesmo roteiro peca em não apresentar nada muito diferente do que já vimos, Sendo ALTAMENTE PREVISÍVEL e um ponto baixo neste sentido. Exemplos disso são: A cena pós créditos e a forma que o Jaqueta Amarela é derrotado.




Paul Rudd surpreende a todos com sua atuação no papel de Scott Lang, superando suas limitações e mostrando que sabe fazer algo de qualidade além de comédias românticas. Michael Douglas como sempre, não deixa a desejar, diferente de grande parte do resto do elenco. O Jaqueta-Amarela, interpretado por Xuxa da natação Corey Stoll não passa credibilidade enquanto vilão, além de que seu personagem foi levemente mal desenvolvido, o que é aceitável quando sabemos que se trata de um "filme De origem" e o protagonista precisa de mais tempo para convencer o público.

Enquanto adaptação de quadrinhos o filme é excelente. A PORRADARIA FRANCA é linda de se ver, o humor já conhecido do MCU está na medida certa e muito bem posicionado (A Marvel está sabendo polir isso), O Visual  das roupas, gadgets e ambientes é perfeito e temos a construção de um super herói, no melhor estilo Marvel. Nisso, não temos o que reclamar.

O Filme realmente vale o ingresso. Diverte qualquer um. (O 3D não vale a pena... Me empolguei mais com o 3D de alguns trailers do que com o do filme)

Nota: 8/10 Panquecas.

A Crítica de verdade acaba aqui, mas se você não se contenta só com ela, aqui estão alguns SPOILERS INÚTEIS que fiz questão de separar do resto do post para não atingir quem quer ter uma experiência completa.



Atos Finais