Novidades

12 de junho de 2015

TOP Casais do Mundo da Ficção

Amor, amor...


Hoje o TOP é do coração, e eu tive auxílio dos nobres bacharéis Walter Supermercado e PCB.

Confiram aí...


5 - Rui e Vani (Os Normais) - por Walter Supermercado


Amar, para mim, é ser condescendente com sua parceira, até nas excentricidades. Nesse sentido, a dupla mais anormal das séries brasileiras ganha dos demais com êxito. Por mais insanas que suas atitudes possam parecer, a relação entre os dois nos remete a certas agruras que qualquer casal já passou ou vai passar. O relacionamento deles ficou se arrastando ao longo de 3 temporadas, sem nunca terem engatado um casório. E não me importa que já teve um filme que mostrou isso, na minha cronologia pessoal, esses birutas apaixonados vão ser sempre o casal mais cativante de todos.


4 - Peach e Mario

O Clássico tema. A Princesa e o Plebeu. Um amor impossível...se não fosse pelo maldito rei Koopa! Graças a ele, Mario está sempre atrás da princesa, conhecendo mundos novos, enfrentando vilões bizonhos. Tudo pra conseguir trazê-la de volta ao Reino dos Cogumelos. Ora, mas seria a Princesa apenas uma monarca patricinha que não manja de nada? Longe disso, jovens. Afinal, ela pilota Kart, participa de mega-torneios de Super Smashporradas francos, e ainda participa de provas bizonhas em todas as partys. Um casal improvável, bobo, infantil...e que não poderia ser diferente. A graça dele está, justamente, nisso :)


3 - Goku e Chichi (Dragon Ball/Z)

Um dos casais mais fodas de todo mundinho da ficção. E também dos mais bizarros e errados. Quem não se lembra que quando Goku e Chichi eram CRIANÇAS, o Goku, na inocência dele, chuta as partes da Chichi pra saber se ela era menino ou menina. Ela fica revoltada com isso, chuta ele da Nuvem Voadora e...começa a pensar: "Eu gostei do Goku, tomara que seja meu marido no futuro". Oi? Mas Hein? Então ele chuta suas partes íntimas e você...quer casar com ele? Escola Akira Toriyama de bizarrices. Mais tarde, ela faz o Goku prometer que vai se casar com ela, e ele, ainda um benino, acaba aceitando porque acha que...ela tá falando de COMIDA. Goku a pede em casamento no torneio de artes marciais, e os dois viveram felizes, até...a próxima invasão de Sayajins.




2 - Derfel e Ceinwyn (Crônicas de Arthur) - por PCB

Quando falam de escrever algum top ou dar sugestão de algo bom, é comum a gente logo olhar pra nossa estante, pra ver sobre o que podemos falar. Assim, olhei pros meus livros favoritos, As Crônicas Saxônicas (de Bernard Cornwell) e logo me lembrei de Uhtred e Gisela. Porém, nosso colega saxão teve outras mulheres em seu coração (apesar da Gisela ser muito S2), o que me levou a lembrar de outro casal criado pelo o autor: Artur e Guinevere. Todavia, quem leu os livros sabe que o romance destes dois passou por momentos tensos, e assim, finalmente, acabei recordando-me de um casal que sempre esteve ligado pelo amor mais profundo e bonito: Derfel e Ceinwyn.

Derfel é um jovem plebeu de origem saxã, enquanto Ceinwyn é uma princesa britânica. Os dois se conheceram quando Arthur foi se casar com Ceinwyn, pra formar uma aliança entre nobres. Porém, o coração de Arthur foi capturado por Guinevere, enquanto o de Derfel foi capturado por Ceinwyn.


A partir daí começa o longo romance dos dois, que prevalece sobre privilégios de nascimento, política e mesmo maldições. Afinal de contas, amor de verdade prevalece sobre todas as coisas.

Ah, e seguem as palavras de amor ditas de Derfel para Ceinwyn quando ainda eram aquele casal novo e bobo, ao explicar para sua querida o que é amar:

 "Entendo que é possível olhar nos olhos de alguém e de súbito saber que a vida será impossível sem eles. Saber que a voz da pessoa pode fazer seu coração falhar, e que a companhia dela é tudo que sua felicidade pode desejar, e que a ausência dela deixará sua alma solitária, desolada e perdida."



1 - Ted Mosby e Robin Scherbatsky (How I Met Your Mother)


Se apaixonar, gostar realmente de alguém, é uma coisa complicada. Você pode gostar, e não ser correspondido. Pode ser ignorado, ou você mesmo pode acabar sabotando algo que poderia rolar tranquilamente...por não querer se entregar, investir em algo naquele momento. Agora...imaginem se apaixonar por alguém, conhecer a pessoa, trazê-la pro seu círculo de amizades, começar um relacionamento com ela...legal né? Mas e se o relacionamento de vocês tiver uma data de validade? Talvez não hoje, talvez não amanhã, mas talvez semana que vem tudo acabe. Mesmo com você gostando da outra pessoa. Mesmo com a outra pessoa gostando de você. Assim foi o relacionamento entre esses dois.

A vida não é só amores e S2. Cada um de nós tem seus planos, seus objetivos e desejos próprios. Não acredito que ninguém entre numa relação pensando em acabar com ela na semana seguinte(a não ser que você seja muito impulsivo, hein?). Mas chega um ponto onde os objetivos de vida de cada um ficam nítidos, não casam. O que fazer nessas situações? Será que dá pra continuar um relacionamento onde você queira muito algo e o outro não? O outro é obrigado a ceder e te dar isso? Com certeza não. Apesar de todos os problemas, Robin e Ted namoraram, terminaram, continuaram amigos, assistindo e participando um da vida do outro. Ted, mesmo ainda gostando dela, acabou aceitando ser padrinho de casamento dela com um de seus melhores amigos. Tá certo. São só personagens de ficção mesmo. Mas o quão maluca seria uma situação dessas? No fim, é nesse mesmo casamento que Ted acaba encontrando a mother do título da série.

Muitos fãs odiaram o final de How I Met Your Mother. Eu achei condizente. realmente gostei. No fim, mesmo encontrando uma pessoa que case mais com você, que partilhe dos seus objetivos de vida, que aceite construir algo contigo, que te ame...nada disso é garantia de que a relação vai durar. A vida é imprevisível, não é mesmo? E muitas das vezes...ela não é :)



Meus xuxus, o TOP é esse aí. Comentem, critiquem, coloquem aí nos comentários os seus casais preferidos, enfim, participem ;)

Hoje o TOP saiu mais cedo porque mais tarde tem...surpresinha. Fiquem ligados.

Atos Finais