Novidades

19 de fevereiro de 2015

Oscar 2015 - melhor ator

Pois bem, pois bem! Eae, seus lindos, belê? Aqui quem fala é o PCB, e hoje vamos dar uma olhada nos candidatos a melhor ator no Óscar desse ano. Vamos lá:



Benedict Cumberbatch (O Jogo da Imitação): Cumberbatch faz Alan Turing, o matemático que quebrou a máquina Enigma, responsável pela comunicação dos nazistas na Segunda Guerra. Além disso, o filme trata ainda da homossexualidade de Turing, que era crime antigamente, levando-o a passar por uma castração química como punição.

A atuação de Benedict é ótima, nos mostrando Turing como um homem tímido, difícil de lidar, que aparenta não saber lidar totalmente com suas emoções. Vale citar os momentos finais do filme, que mostram Alan desolado após passar pela castração química. Ótima atuação, contida, mas não deve ser ainda a que dará uma estatueta pra Cumberbatch.


Steve Carell (Foxcatcher): John du Pont (Steve Carell) é ums dos homens mais ricos dos Estados Unidos, e líder da equipe de luta greco-romana Foxcatcher. Ele chama Mark Schultz (Channing Tatum) para fazer parte de sua equipe, buscando também trazer o irmão de Mark, David (Mark Ruffalo), um famoso lutador e treinador.

O filme é todo embalado por uma áurea de tensão, e grande parte disso se deve à atuação de Steve Carell, que faz um milionário excêntrico, ridículo para alguns, e que age muitas vezes de maneira irracional. Uma excelente atuação, que conseque passar a imprevisibilidade de John Du Pont.


Michael Keaton (Birdman): CHEGA DE BIRDMAN… o filme conta a história de Riggan Thomson (Michael Keaton), um ator que ficou famoso por protagonizar os filmes do herói Birdman, mas que agora deseja mostrar seu verdadeiro potencial como ator, e para isso, Riggan planeja fazer uma peça de teatral excepcional. Tudo isso enquanto ele lida com seus loucos pensamentos.

Deixando de lado toda aquela questão de que o personagem de Keaton faz referência a sua própria carreira,


Bradley Cooper (Sniper Americano): conta a história de Chris Kyle (Bradley Cooper), o maior sniper militar da história dos Estados Unidos, de sua infância até sua morte.

O foco do filme é como a guerra marca a vida das pessoas, e Bradley Cooper consegue passar esse sentimento. Desde sua tensão ao ter que matar mulheres e crianças e ver seus amigos morrerem no campo de batalha, até seu estado de estranheza quando volta pra casa, já que após a guerra ele não volta pra sua família sendo o mesmo. Uma atuação competente, que nos envolve no filme, mas ainda assim a mais fraca da categoria, pela força dos outros concorrentes (e até por outros atores que não foram indicados).


Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo): o filme narra a vida de Stephen Hawking (Redmayne), mostrando-nos coisas como suas teorias físicas, o desenvolvimento de sua doença e seu relacionamento com Jane (Felicity Jones).

Eddie Redmayne fez um excelente trabalho, realmente encarnando o físico. Ele nos passa o crescimento de Hawking e de suas emoções ao ter que lidar com uma doença repentina, que podia acabar com sua vida em meses, nos mostrando desde um Stephen desolado até um Stephen alegre, que encara as adversidades de cabeça erguida. Ótima atuação, sem dúvidas.




Eae, quem leva o prêmio? Talvez essa seja a categoria mais imprevisível na premiação de atores/atrizes. O trabalho de Eddie Redmayne foi primoroso, mas ainda assim Birdman foi adorado por muitos críticos e especialistas, dando grande atenção ao trabalho de Keaton (exaltando o trabalho do ator até mesmo por pontos que não concernem ao filme...). Mas ainda assim, eu aposto em Redmayne, por sua excelente atuação. Que deixem Birdman ganhar em outras categorias.

Atos Finais